domingo, 20 de setembro de 2009

Estou no lugar certo.

É tempo de flores.
E há tanto espero por estes aromas!

Que eles sejam completos.
Já basta todo o mundo resguardando seus feitiços.

Receio cegar-me decerto,
mas sigo o exemplo da flor
que talvez seja eu mesma,
ou alguém de mim.

Estou no vale novamente,
aquele que há muito não via.

Que magia!
Ainda me deixa tonta com tanto verde!

Cambaleio e caio,
estou dormindo,
mas sinto tudo.

Sinto a grama, o vento, os cheiros...
Aí estão eles!
Os aromas.

Estou no lugar certo.

4 comentários:

dia disse...

é. você parece mesmo estar.

que bom.

bilis disse...

Lucia n sei se foi sua intenção, mas isso n importa, eu sei que esse poema da pra ler tanto de cima pra baixo, como de baixo pra cima. E diz exatamente a mesma coisa,mas na ordem inversa. Inclusive o titulo tah lah.

Sem contar que o ritmo tah perfeito.

lalai disse...

caraaaalho! falou tudo biel! baala.

lalai disse...

ah. o que eu ia comentar..:
posso ficar aí no vale com vc? eu fico numa moitinha. rsrs ;D