quarta-feira, 21 de maio de 2008

Liz (parêntese)

Porque eu acredito que cada grão de asfalto é um pedacinho de alguém que já pisou esse caminho. Esse mau caminho. Todos unidos como nenhuma dessas pessoas nunca estiveram. Elas nunca se reconheceram como iguais em nenhum aspecto. Acham que são paralelas definidas por diferentes pontos e desconhecem pontos coincidentes.
Porque eu quero que todos olhem para baixo, para aonde estão pisando e reconheçam seus fragmentos espalhados no cinza multicolor e que não os reconheçam, a julgar pela mistura.
Porque eu espero que da rocha nasçam flores, iguais e diferentes. Eu espero gozar com os perfumes e com Piaf dissonante.

4 comentários:

Lais disse...

pois bem. foi como me senti.
é, eu tava falando sério, foi realmente pesado pra mim.
mas enfim.
bom, bom. estamos nos inspirando em nossas tardes.(?) ;D
"nem por pedaços, muito menos por inteiro."
(vc pode nem ter pensado, mas eu pensei.) ;)
beijo.

lalai disse...

olha! lalai e lais são a mesma pessoa, tá? ;D

Agnuz Leirbag, disse...

bela análise de texto. hahaha
tenho certeza de que serei aceito.

vanessa•costa disse...

achei esse tão romântico.